Artigo: Por que utilizar a Inteligência Competitiva?
Publicado em 16/06/2013
Autor: Francisco José Fonseca de Medeiros

Você sabe por que utilizar a Inteligência Competitiva?

A Inteligência Competitiva ajuda os líderes, empresários e empreendedores a descobrir o que existe de melhor em suas organizações e empresas, em seus funcionários, clientes e concorrentes, bem como as oportunidades do ambiente mercadológico e ajuda a alta direção a formular a estratégia competitiva adequada. Sem isso, a tendência é de estagnação e, futuramente, provável extinção da empresa.

Nesse interessante artigo, Francisco José Fonseca de Medeiros caminha pela Inteligência Competitiva e Estratégia Empresarial, explicando com inteligência o que acontece no mundo dos negócios.

Francisco de Medeiros acabou de lançar o livro “Os Segredos da Inteligência Competitiva”, pela Editora Livre Expressão.

Leia o artigo na íntegra clicando, abaixo, em Download.

Download (pdf 354 kb)

Envie seu Comentário

Nome *
E-mail *
Site
Comentário *

Daniela Ramos Teixeira
30/06/2013 15:20:31
Olá Fabiano, td bem? Obrigada por partilhar! Nós trabalhamos nas duas frentes que citou. Penso que cada empresa tem a sua necessidade específica e cabe a nós, profissionais de inteligência e estratégia empresarial, usar as técnicas disponíveis para ajudar as empresas a traçar a melhor rota para tomada de decisão. O cruzamento de técnicas de análise também é bem interessante e os executivos gostam bastante. Costumo dizer que a IC é um grande quebra-cabeça e nós temos que encontrar as peças. Quanto mais rápido e assertivos fizermos o trabalho, melhor para todos. Um abraço.
Fabiano Marques Perdigão
26/06/2013 09:06:47
Sérgio Zaccarelli que aposta na força das vantagens competitivas; e a novidade de W. Chan Kim e Renée Mauborgne, denominada de “A Estratégia do Oceano Azul”, que orienta não procurar a competição com os concorrentes e sim buscar espaços ainda não explorados no mercado. porque não as duas frentes ? 1- ESPAÇO DEIXADO PELO COMPETIDOR FOI FALTA DE VISÃO ( nebulosidade SEGUNDO Full e Deixar de estar na batalha dos negócios e não se tornar presente de acordo AGOSTINHO) . Obrigado pela oportunidade e parabéns pelo artigo do Medeiros.